No Brasil, 68% do papel utilizado em 2019 foi reciclado

Escolha o papel

A reciclagem de todos os tipos de papel, cartão e papelão, no Brasil, foi de 68% em 2019, mantendo as fibras no ciclo por mais tempo e ampliando os benefícios de sua origem renovável.

Em algumas regiões, as taxas de reciclagem podem chegar  até 80%, o que é provavelmente a taxa máxima sob uma perspectiva prática. Isso porque alguns produtos de papel não podem ser recuperados para reciclagem  alguns são mantidos por longos períodos (livros) ou arquivados (registros); outros são destruídos ou contaminados quando usados (por exemplo, papel higiênico).

O papel é reciclado em média quatro vezes por ano no Brasil. O papel não pode ser reciclado indefinidamente, pois as fibras ficam muito curtas e gastas tornando-se inadequadas para a fabricação de novos papéis. Assim, fibras virgens das árvores são necessárias para continuar o ciclo. Essas novas fibras vêm de florestas renováveis e manejadas de forma sustentável.

"77% das embalagens de papel e papelão no Brasil são recicladas em novos produtos"

ANAP, 2019

"Mais de 78% da fibra usada para fazer embalagens de papel e papelão no Brasil vem de papel para reciclagem"

Relatório Anual ANAP, 2017

"No Brasil, 68% do papel utilizado em 2019 foi reciclado"

ANAP, 2019

Papel para reciclagem é uma matéria-prima essencial

Para manter a qualidade, é importante que o papel seja coletado separadamente de outros materiais. Após a coleta, pode ser separado e classificado para determinar o uso final para o qual será adequado. Em seguida, o papel recuperado será misturado com água. Durante esse processo, os contaminantes são removidos, as fibras limpas e, se necessário, a tinta é removida. A polpa resultante pode então, ser usada para produzir papel 100% reciclado, ou misturada com fibra virgem, dependendo das características de qualidade necessárias.

Fibras reciclada e virgem são complementares

Tanto a fibra reciclada quanto a virgem têm benefícios. Quando comparada com a produção de fibra virgem, a reciclagem das fibras de celulose geralmente requer menos consumo de energia e tem menores emissões gasosas. Já a produção de fibras virgens normalmente usa mais energia renovável e produz menos resíduos sólidos. No entanto, como as fibras virgens e recicladas são interdependentes, é muito difícil comparar de forma confiável seus atributos ambientais. Na prática, a fibra reciclada não existiria se a fibra virgem não fosse extraída de forma sustentável e as demandas sociais por produtos de papel, cartão e papelão não poderiam ser atendidas sem ambas.

A fibra de celulose pode ser reciclada várias vezes, mas não indefinidamente. Portanto, há a necessidade contínua de se alimentar o fluxo de fibras recuperadas com o acréscimo de  celulose virgem.

Próximo fato

Descubra mais

Baixe o Fact Sheet para descobrir mais fatos sobre o papel e o meio ambiente.

Download